INÍCIO

PDI
CLIQUE AQUI

CAPACITAR
CLIQUE AQUI

OPORTUNIDADES
ÍMPAR

FALE CONOSCO


FAQ



1. O que é Carreira?

“Carreira” é a trajetória profissional promovida pela empresa, dentro da estrutura de cargos estabelecida, alinhada ao processo de crescimento do colaborador, tanto no aspecto de conhecimento e habilidades, quanto no aspecto comportamental. A responsabilidade pela condução da “carreira” é do próprio colaborador; o “gerenciamento” da carreira é do superior imediato.

2. Qual objetivo da trilha de carreira?

O Trilhas de Carreira formaliza as possíveis carreiras disponíveis, assim como a identificação dos desafios e requisitos para cada trilha. Através da definição destas possibilidades de carreiras, foi desenvolvido o Trilhas, com o objetivo de apoiar os nossos empregados no planejamento de um desenvolvimento com visão de médio e longo prazo, de maneira a unir expectativas, necessidades e oportunidades. Criando assim, visibilidade e conhecimento aos colaboradores das oportunidades de crescimento profissional existente na Empresa.

3. Quais as vantagens da trilha de carreira?

Alinhar as práticas de remuneração entre as unidades da Rede Ímpar à realidade do mercado, buscando um maior nível de competitividade de remuneração capaz de atrair e reter seus profissionais. Estabelecendo assim uma política de RH clara, transparente e de conhecimento de todos.

4. É possível realizar a transição de uma carreira para a outra?

É possível, a qualquer empregado, a migração entre as carreiras aqui apresentadas. O que define essa transição é: a prontidão do profissional, associada ao seu desempenho e potencial, ao cumprimento dos requisitos e a existência da oportunidade dentro da instituição. É importante ressaltar que toda evolução dos empregados, em qualquer uma das trilhas de carreira, continua condicionada ao plano de trilhas de carreira.

5. As trilhas de carreira são as mesmas para toda empresa?

Sim, os conceitos valem para toda a Empresa, porém cada área terá uma data diferente para cada implementação, nomeadas ondas com cronogramas pré-definidos.

6. Como foram obtidos os valores referentes a cada cargo?

Todos cargos foram avaliados através do Método de Avaliação por Pontos, onde foram analisados os seguintes requisitos: Instrução, Experiência, Iniciativa, Responsabilidade por contatos, Esforço mental-físico, Responsabilidade por valores, Responsabilidade por dados confidenciais e responsabilidade por resultados. A partir daí foi aplicado o Método de Mínimos Quadrados, visando uma tabela salarial onde os salários são de acordo com os pontos obtidos e o praticado no mercado.

7. Como será realizado o enquadramento?

O enquadramento dar-se-á com a análise da correspondência dos cargos e funções da estrutura, grau de escolaridade, salário atual, o cargo ocupado pelo empregado no momento da transposição, o perfil com os respectivos requisitos do novo cargo, as atividades efetivamente desempenhadas, plano de cargos na estrutura organizacional entre outros requisitos estipulados no plano de carreira, mediante aprovação da Diretoria

8. Nós iremos perder algum direito?

Não. Todos os direitos estabelecidos na CLT e acordados em Acordo Coletivo de Trabalho estão garantidos.

9. Os colaboradores que possuem salário acima do valor definido para aquele cargo, terão redução salarial?

Não. Nenhum colaborador sofrerá redução salarial. O colaborador será posicionado no nível da tabela do cargo correspondente.

10. O salário dos colaboradores será reajustado?

Não necessariamente. Em alguns casos, poderá ocorrer somente a alteração da nomenclatura de cargo, devido ao colaborador já perceber salário compatível ou maior do que o definido para a posição exercida. Os demais casos, que terão impacto financeiro, serão necessários verificar e avaliar os pré-requisitos para o cargo e caso não haja nenhuma contraindicação, deverá ser aplicado em ondas a serem definidas entre a área de remuneração, RH e Diretoria da área.

11. Minhas qualificações não atendem os requisitos do novo cargo. Meu contrato será rescindido?

Não. Aqueles que as qualificações não atendam às novas exigências para o cargo, terão um prazo de 2 anos* para se atualizar/qualificar para o novo cargo proposto.

12. Quanto tempo eu terei após o lançamento do projeto para concluir minha formação, para ser enquadrado no cargo correto?

O prazo para qualificação dos profissionais será de 2 a 3 anos (*), porém será avaliado caso a caso, junto ao gesto da área/ gestor RH e Remuneração.

13. Acabei de me formar, posso ser enquadrado/mudar de cargo?

Não. Será necessário a avaliação do gestor e do RH no que tange a formação concluída, experiência do colaborador na área, e cargo para o qual pretende se aplicar. Após esta análise curricular e comportamental, serão necessárias a verificação entre o RH e a remuneração, de outros fatores que impactam diretamente nesta alteração, como orçamento da unidade e outros indicadores que definem o headcount de colaboradores.

14. O colaborador poderá ser enquadrado em cargos onde o curso exigido é diferente ao da sua formação?

Sim. Porém será necessário a realização de especialização, pós-graduação ou MBA na área pretendida. Exceto para cargos de Enfermeiro, Técnico de Enfermagem ou Médico, que será necessária a formação específica em enfermagem e medicina, respectivamente.

15. Tenho interesse em uma trilha a qual não pertenço e não tenho a formação exigida para a vaga. Como proceder?

O colaborador deverá procurar o RH da sua unidade para identificar se o seu perfil profissional é adequado à vaga pretendida, e possibilitar assim que o colaborador, identifique as habilidades e conhecimentos a serem desenvolvidos para atingimento do seu objetivo. O colaborador é o gestor de sua carreira, há uma infinidade de possibilidades, desde que haja o comprometimento e determinação em alcança-lo.

16. Preencho todos os requisitos que constam na descrição do cargo que quero pleitear, posso ser promovido/movimentado?

Não. Será necessário a avaliação do RH no que tange a formação do colaborador, se a vaga pleiteada consta em orçamento e se está aberta para captação. Caso o colaborador atenda a todos os requisitos será avaliado, pelo gestor da área, para uma possível colocação.

17. Caso eu não concorde com o enquadramento, o que devo fazer?

Apresentar requerimento junto à sua Liderança e área de Recursos Humanos, em até 30 dias após a implantação.

18. As contratações externas também irão seguir os pré-requisitos das carreiras?

Sim. Os processos seletivos, já estão sendo realizados baseados nos novos critérios de formação e experiência.

19. Como serão procedidas as novas contratações?

As contratações ocorrerão, quando necessárias, através de processo seletivo, prioritariamente interno, sempre na faixa inicial do cargo.

As dúvidas referentes ao Trilhas de Carreira Ímpar devem ser encaminhadas para o RH da sua unidade ou para os e-mails: remuneracao@redeimpar.com.br ou trilhasdecarreira@redeimpar.com.br As dúvidas a serem enviadas deverão ser somente relacionadas à trilhas de carreira.

*Prazo a confirmar.